Após decisão judicial, estado libera 3.190 presos do sistema penitenciário

Em entrevista a Rádio Bandeirantes na manhã desta terça-feira, 12, o Secretário do Sistema Penitenciário do Estado de São Paulo, Nivaldo Restino falou sobre a decisão judicial que autorizou a liberação de 3.190 detentos por conta da pandemia do novo coronávirus.

De acordo com o secretário, os detentos liberados englobam diferentes tipos de crimes cometidos como: homicídio, tráfico, roubo e violência doméstica. Eles foram liberados sem o uso de tornozeleiras eletrônicas ou algum tipo de monitoramento.

De acordo com as informações, cerca de 28 servidores do sistema prisional testaram positivo para a COVID19 e 7 acabaram falecendo por conta da doença.

Em relação aos detentos, 17 foram diagnosticados com a COVID19 e 8 foram a óbito.