Capital paulista vai reabrir bares e restaurantes na segunda-feira (6)

O município de São Paulo vai reabrir parcialmente bares, restaurantes e salões de beleza na próxima segunda-feira. Segundo informações, esses estabelecimentos poderão funcionar seis horas por dia desde que mantenham o distanciamento social entre os clientes e os protocolos de higiene.

O anúncio será feito nesta sexta-feira (3) pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) durante a coletiva em que o governo de São Paulo anuncia a próxima fase da quarentena no estado.

A capital paulista já havia conseguido atingir os indicadores necessários para migrar para a chamada fase “amarela” do plano de reabertura da economia, mas, a pedido do governo estadual, preferiu aguardar mais uma semana para a consolidação dos números.

Fontes disseram à reportagem que as métricas – que avaliam taxa de ocupação de leitos de UTI, velocidade de propagação da doença, de internações e de óbitos – registraram mais uma leve melhora nos últimos sete dias.

Também na coletiva marcada para esta sexta-feira, o governador João Doria deve anunciar novas flexibilizações nas regras do Plano São Paulo. Salões de beleza vão ser autorizados a funcionar na fase “laranja”, enquanto cinemas, teatros e academias migram para a fase “amarela”.

Com o avanço da doença pelo interior, apenas a capital paulista está na fase “amarela”. Covas, contudo, ainda não pretende reabrir os cinemas, teatros e academias. A intenção do prefeito é fazer uma avaliação da medida pela vigilância sanitária da prefeitura.

Conforme informações, o governo estadual fez uma alteração no funcionamento do comércio na fase “laranja” nesta quinta-feira (2). Doria deu uma opção para os prefeitos entre abrir durante quatro horas – como já ocorre hoje – ou elevar para seis horas apenas quatro dias por semana.