PARÓQUIAS DE AVARÉ REABREM SOMENTE PARA ORAÇÕES

O arcebispo dom Maurício Grotto de Camargo publicou um decreto na segunda-feira, 8, no qual autorizou, dentro de um processo gradual, a abertura de igrejas e capelas no território da Arquidiocese de Botucatu, incluindo as sete paróquias de Avaré, somente para orações pessoais.

A medida passou a valer na segunda-feira, 15 de junho, mas permanece proibida a aglomeração de fiéis, “sobretudo dentro do recinto sagrado”, enfatiza dom Maurício, que delegou a cada pároco ou administrador paroquial a competência de decidir o horário de abertura e fechamento dos templos, levando em consideração a “realidade pastoral” de cada um.

O arcebispo também recomendou que cada paróquia monte uma equipe para monitorar e orientar as visitas às igrejas. A essa equipe caberá fornecer álcool em gel na entrada, máscara facial gratuitamente para os que aparecerem desprotegidos, sinalização dos locais a serem ocupados nos templos, higienização e limpeza do ambiente ao menos duas vezes ao dia, além da manterem janelas e portas abertas para facilitar a ventilação. 

ORIENTAÇÃO MÉDICA – A decisão de dom Maurício foi tomada no sábado (6), quando reuniu-se para ouvir os pareceres dos padres coordenadores das quatro regiões pastorais (Botucatu, Avaré, Lençóis Paulista e Laranjal Paulista) e do médico Carlos Magno Castelo Branco Fortaleza, infectologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, que integra o Centro de Contingência do Covid-19 no Estado de São Paulo. 

Para frequentar as igrejas, porém, os fiéis deverão respeitar as seguintes determinações: – Higienizar as mãos com álcool em gel (disponível na entrada), obrigatório o uso de Máscaras, sentar-se nos bancos demarcados, obedecendo a regra de distanciamento social de 2 metros, nos seguintes horários de funcionamento determinados por cada paróquia. (Colaborou: Gesiel Júnior)