EMPRESA CTG FAZ REUNIÃO EM AVARÉ PARA DEBATER BAIXO NÍVEL DA REPRESA

Em reunião, empresa declara que nível da represa pode chegar até 10% ainda este ano

Na tarde de segunda-feira, 4, representantes e responsáveis pela empresa CTG – China Theree Gorges participaram de uma reunião promovida pela prefeitura de Avaré com o objetivo de obter esclarecimentos sobre o baixo nível do Rio Paranapanema que banha a represa de Jurumirim.

Na ocasião estiveram presentes lideranças políticas locais e regionais, profissionais da imprensa, além de pessoas que atuam no ramo comercial, hoteleiro e turístico do município. Diante dos inúmeros questionamentos apresentados pelo público presente, os representantes da CTG, empresa que atualmente lidera a concessão na operação da Usina e reservatório de Jurumirim, explicou que o índice do reservatório pode chegar até 10% ainda em 2019.

A empresa que teve contrato assinado no ano de 2013 informou durante a reunião que no momento atual o rio Paranapanema utiliza 17% de sua capacidade reserva e que essa porcentagem pode cair ainda mais devido à falta de chuva.

Durante a reunião, o prefeito Jô Silvestre cobrou mediante a todo público presente para que a empresa apresentasse uma justificativa concreta do que poderá ser feito para que o nível da represa volte a subir e sem que essa baixa prejudique ainda mais os setores turísticos, econômicos e sociais da cidade.

De acordo com a CTG, a usina de energia não possui autonomia para solucionar o problema, uma vez que a resolução depende de órgãos estaduais e federais.

A reunião que durou em torno de 3 horas também contou com a participação do Deputado Estadual, Fernando Cury que se comprometeu juntamente com o prefeito municipal, vereadores e chefes do executivo das cidades banhadas pelo Rio Paranapanema a criar um comitê para que a iniciativa possa ser respaldada pelo governo Estadual, Federal e Ministério Público.

O prefeito Jô Silvestre declarou que vai continuar cobrando dos órgãos competentes para que algo seja feito sem prejuízos maiores para a cidade e também que conta com o apoio das lideranças políticas das demais cidades banhadas pelo Rio Paranapanema.

Jornalismo – Paulista FM