DESPEDIDA DE NETO GUAZELLI MARCOU A MANHÃ DESTA SEXTA-FEIRA EM AVARÉ





"A Colônia Espírita Fratenidade comunica com pesar o desencarne do nosso irmão Neto, continuemos com nossa corrente de oração e vibração por ele". Com essa nota de pesar, a Colônia Espírita Fraternidade de Avaré anunciou o falecimento de Neto Guazzelli, um de seus principais fundadores, na manhã desta quinta-feira, 03/06, Dia de Corpus Christi.

Neto Guazzelli, um ser iluminado, vinha travando uma batalha contra a Covid-19. Neto chegou a passar por uma cirugia no pulmão no dia 27 de maio e chegou a apresentar melhoras nos parâmetros respitórios, mas infelizmente não resistiu. Ele estava internado no Hospital Osvaldo Cruz, em São Paulo. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento, que deverão ser restritos aos seus familiares.

Filho caçula de dona Adélia Fabbri e do sr. Vicente Guazzelli, ambos de ascendência italiana, Marcos Guazzelli Neto nasceu em Avaré no dia 13 de abril de 1966.

Graduado em Ciências Contábeis e em História, respectivamente pela FACCA e pela FREA, ele fez o curso de Florais de Bach na Escola Essência, de São Paulo e pós-graduou-se em Fitoterapia pela Faculdade Espírita Dr. Bezerra de Menezes, de Curitiba (PR).

Formador da doutrina kardecista desde 1982, Neto se tornou exemplar referência para os espíritas da região, os quais dele recebiam ensinamentos. Atendeu também como terapeuta holístico pela sua especialização em Florais de Bach.

Nas redes socias, centenas de pessoas estão lamentando a morte prematura de Neto Guazzelli. O jornal O Victoriano se junta a todas as pessoas que o amavam e transmite aos familiares e amigos os mais sinceros votos de pesar.

FUNDAÇÃO DA COLÔNIA ESPÍRITA - Primeiro de Maio de 1994. Esta é a data da fundação da Colônia Espírita Fraternidade.A essa época, ensaiava no cenário espírita de Avaré, um pequeno, mas atuante grupo de jovens com atividades filantrópicas e doutrinárias com ideais que iam do crescimento espiritual de cada um até sonhos de criarem um trabalho com crianças carentes. Nesse grupo estavam: Marcos Guazzelli Neto, Luiz Augusto Franco de Freitas, e Marli Forteza, mais conhecidos como: Neto, Guto e Marli. Os três frequentavam a Associação Espírita Leon Denis, e foram os mesmos que encabeçaram o novo ideal da formação do que viria a ser a Colônia Espírita Fraternidade.

Um terreno adquirido por um grupo de espíritas idealistas foi reservado pela espiritualidade para ser usado 30 anos depois para uma finalidade que até então não era objeto de seus idealizadores, mas que para o trabalho de transformação da sociedade estava perfeitamente coerente com os propósitos da espiritualidade.

Muitos nomes dessa história devem ser lembrados, destacando a pessoa da Sra. Elvira Fernandes Tezza, uma das fundadoras do “Sanatório Espírita de Avaré”, que viria a ser a atual Colônia Fraternidade.

01/05/1994 - Fundação da Colônia Espírita Fraternidade. Nesta data se fez a transição da última diretoria do então “Sanatório Espírita de Avaré”, para a primeira Diretoria da nova denominação da Instituição, passando a se chamar Colônia Espírita Fraternidade.

CULTO DO EVANGELHO - A partir de então, Neto Guazzelli e um pequeno número de pessoas, começaram a fazer Culto do Evangelho num “puxadinho” da casa do Sr. Juvenal, o zelador do terreno. Os ideais desses jovens tranformaram-se no que hoje é a Colônia Espírita Fraternidade.


Fonte: O Vicstoriano


Categoria:Jornalismo

Deixe seu Comentário