Morre menina que sofreu acidente com carro alegórico no Rio

Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, ficou quase dois dias internada em estado grave e precisou amputar uma perna

A menina Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, que sofreu um acidente com um carro alegórico no entorno do Sambódromo, no Rio, morreu nesta sexta-feira (22).

A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde no início desta tarde.

Após quase dois dias internada em estado grave no Hospital Souza Aguiar, a criança não resistiu. Ela havia passado por cirurgia e amputado uma perna.

Segundo informações da Record TV, Raquel tinha sofrido um traumatismo no tórax e duas paradas cardiorrespiratórias.

Na quarta (20), a vítima subiu na alegoria, durante a dispersão, no primeiro dia de desfiles das escolas de samba, quando o carro foi movimentado e esmagou as pernas dela contra o poste.

Raquel foi socorrida às pressas ao hospital. A mãe da menina, que está grávida, ficou em choque ao saber do estado de saúde da filha.

"Está doendo muito. Só quem é mãe sabe. Minha filha é tão bonita para passar por isso", afirmou Marcela Portelinha, que está grávida.

Após o grave acidente com a criança, o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) apontou que a organização do Carnaval do Rio violou as regras de segurança recomendadas.

Na noite de quinta (21), a Justiça determinou que as escolas de samba escoltem os carros alegóricos para evitar outros casos como o de Raquel.

A Polícia Civil abriu uma investigação para apurar de quem é a responsabilidade da tragédia e solicitou as câmeras de segurança do local. O condutor do guindaste e um ajudante foram ouvidos, além de duas testemunhas. A família é aguardada para prestar depoimento. 

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, se manifestou, pela primeira vez, sobre o caso somente após a confirmação da morte de Raquel e afirmou que o momento é de tristeza: "Vamos acompanhar de perto a investigação policial que apura as responsabilidades e estamos, através de nossa secretaria de Assistência, dando apoio aos familiares. Minha solidariedade neste momento de dor".

Categoria:Jornalismo